Liberte a produtividade que existe em você!

14-08-2017
carreira

Me alegra saber que se você está lendo esse texto é porque você é uma das milhares de pessoas que buscam diariamente se tornarem mais produtivas no trabalho, estudos etc.

Peço desculpas se você veio com o intuito de encontrar uma fórmula para a produtividade e também por te falar isso: Não existe fórmula.

E se eu te disser que essa tal produtividade está ai dentro de você, pronta para ser libertada, você acredita?

Vamos falar rapidamente do conceito

Consultando nosso bom e velho amigo Wikipedia, temos o seguinte significado:

“A produtividade é basicamente definida como a relação entre a produção e os factores de produção utilizados. A produção é definida como os bens produzidos(quantidade de produtos produzidos). Os fatores de produção são definidos como sejam pessoas, máquinas, materiais e outros. Quanto maior for a relação entre a quantidade produzida por fatores utilizados maior é a produtividade.”

Trazendo esse conceito para nossa realidade como programadores, podemos definir que:

“Quanto mais rápido se codifica e entrega soluções, maior é a produtividade.”

E não podemos esquecer que em paralelo temos que conseguir contribuir para 2 projetos no github, ler 3 artigos, acompanhar newsletters, estudar o novo release recém lançado do framework e tem que sobrar aquele tempo precioso pra escutar um podcast. No final das contas você consegue entregar uma feature, ler 1 artigo e ainda vai dormir frustrado.

Brincadeiras a parte, mas se pararmos para refletir um pouco, nós somos os responsáveis diretos pelos bloqueios da nossa produtividade.

Então eu devo desacelerar?

Na minha humilde opinião e experiência, para que você se torne mais produtivo, sim.

Desde muito pequeno somos ensinados que precisamos produzir muito (e com qualidade) para nos destacarmos como bons profissionais, logo, podemos concluir que grande parte das pessoas já teve seu contato com a produtividade. O grande problema é que muitos de nós carrega conceitos deturpados sobre o assunto devido a inúmeros fatores da vida, e ao invés de tentar solucionar, entramos em guerra interna através de cobranças desumanas, crises da síndrome do impostor e todas as outras mazelas da nossa amada profissão.

O fato de dar uma desacelerada não significa produzir menos, e sim produzir mais com inteligência. Não significa que ao diminuir a quantidade de tarefas no dia vai fazer com que você produza menos, pelo contrário, você vai conseguir direcionar melhor sua atenção para realizar uma determinada tarefa que foi pensada para aquele momento por um motivo estratégico. Sua mente descansada produz mais, produzindo mais com inteligência e leveza você se torna mais produtivo.

Tá sentindo a produtividade dentro de você? Calma que é perigoso deixar ela se libertar sem antes a gente falar sobre como descansar a mente em meio a tanta coisa que temos pra fazer.

Fala logo maxu!

Todo esse processo faz parte de uma mudança de hábito, e como sabemos, hábitos não são tão simples de serem modificados. Mas também não é impossível.

A partir do momento que você decidiu desacelerar, é inevitável que você fique ansioso por acreditar que esta produzindo menos do que antes, e é ai que a gerência do tempo entra pra te ajudar nesse processo!

Quando delegamos responsabilidades nos libertamos de certas preocupações que julgamos que uma outra pessoa ou serviço possa resolver por nós, logo, nossa mente fica livre de certas preocupações, e como consequência, também mais descansada.

Tarefa de casa

Como solução para delegar o controle do seu tempo, encontre uma ferramenta de calendário (sugiro o Google Calendar) onde você poderá organizar semanalmente os seus afazeres. Não precisa detalhar exatamente como vai fazer, tente ser o mais generalista possível. Por exemplo, se tiver 3 implementações para fazer no sistema em um dia de trabalho, coloque no calendário apenas um evento chamado trabalho definindo o horário de entrada e saída, e as implementações você detalha na ferramenta que já utiliza para gestão de tarefas. Isso vale para qualquer tipo de evento no seu dia, como por exemplo: contribuições no projeto X, reunião com amigos, estudo de um framework, leitura de um artigo, eventos etc.

Perceba que a partir do momento que você começar a ter o controle do que precisa fazer durante toda a semana sua mente se liberta de preocupações futuras, além disso, você vai conseguir ter uma noção da sua real carga de afazeres e poderá tirar diversas conclusões.

Já consegue imaginar o quanto sua vida ficará mais leve após colocar isso prática?

Pronto, agora deixe que a produtividade se liberte!

Tudo descrito acima foi fruto de inúmeras tentativas frustradas na minha busca pela produtividade até eu aprender que nem tudo na vida existe fórmula, e sim muito trabalho e força de vontade para ser o que você deseja ser. Claro que a mudança não é fácil e o caminho é longo, mas no final tudo flui de uma forma assustadora! Lembre-se também que você estará em um processo de mudança de hábito, então, não dê brecha para distrações, mantenha o foco.

Quero deixar bem claro de que não estou invalidando os inúmeros artigos, métodos, conceitos, estudos, estudiosos etc espalhados na internet sobre o assunto, até porque tudo isso faz parte do processo de aprendizado e construção da base de conhecimento, porém, algumas coisas só funcionam mesmo quando você começa a pensar fora da caixa.


Comentários: